O despego é um ato básico para conseguirmos uma boa organização. Quando falamos em despego, falamos em tudo aquilo que temos de sobra, que  temos de mais e não faz falta nenhuma em nossas vidas. Apenas entulham os nossos espaços, bagunçam nossos armários…

Pois é, mas para muitas pessoas essa é uma parte bem complicada. Existem muitas pessoas ligadas demais ao material, acreditam que aquela peça faz parte de tal momento, que ganhou de tal pessoa e sentem-se culpadas em descartá-las de suas vidas.  Mas gurias, por experiência própria, podemos garantir o desapego nos torna pessoas bem mais leves. O acúmulo não é legal.  Também não foi fácil em nossas vidas, em determinados momentos, nos desfazermos de algumas coisas, mas aos pouco a vida da gente vai tomando novos rumos e vamos deixando para traz  o que não é tão importante e carregando conosco o que realmente é necessário.

Bom existem muitas formas e dicas para praticarmos um bom desapego. Uma das ideias que damos para aquelas pessoas mais resistentes a praticá-lo é fazer um bazar.

bazar1

bazar2

bazar

Sinceramente, nós duas, não acreditamos que ninguém vai acumular riquezas vendendo suas coisas usadas, mas tem gente que prefere acreditar que sim. Então respeitamos essa ideia também.  Tem gente, como já ouvimos, que não gostam de doar coisas boas e de marcas para pessoas pobres. Acreditamos que essas pessoas são portadoras da pior pobreza que existe, a pobreza de espirito.  Enfim, não estamos aqui para julgar ninguém e sim para dar ideias para, quem sabe, as pessoas mais apegadas consigam desapegar do desnecessário e aos pouco. O Bazar entra ai como uma boa solução, uma ideia que pode dar certo.

Organizem um bazar entre amigas, convidem pessoas, amigos e conhecidos.  Pode ser um bazer de trocas, um bazar beneficente (o que mais gostamos) ou um bazar onde a arrecadação possa reverter em alguma coisa necessária para vocês. Dependendo da quantidade, qualidade e clientela do bazar os ganhos podem ser interessantes.

Algumas dicas para realizar um bazar:

Varie a escolha dos produtos
Vale a pena oferecer pelo menos três tipos. Por exemplo: roupas, bijuterias e coisinhas para a casa. Assim, você atrai mais gente.

Distribua as peças pelos cômodos
Reserve um espaço com espelho, de preferência de corpo inteiro, para que as pessoas possam experimentar as roupas. Os itens de casa podem ficar em uma mesa e as bijuterias em um cantinho com espelho.

Invista em belas embalagens
Muita gente aproveita esse tipo de bazar para comprar os presentes de Natal da família. Um papel de seda bonito amarrado com fitas coloridas deixa o produto com outra cara. Saquinhos de tecido estampado também rendem lindos embrulhos.

Tenha dinheiro trocado
Se não deu para juntar as moedinhas, passe em um banco no dia anterior e garanta um bom estoque de notas de valor baixo.

Reserve um espaço para confraternização
Estoure uma pipoca, faça um bolo, sirva um cafezinho. E peça para a mulherada colaborar trazendo bebidas.

Não tente cuidar de tudo ao mesmo tempo
Nomeie uma amiga de confiança para ficar encarregada da reposição de xícaras no seu café particular enquanto você faz as vendas. E deixe claro que cada estande é de total responsabilidade de sua dona.

Organizem entre amigas. Peguem tudo aquilo que está de sobra na casa de vocês, vendam!!! E o que eu não venderem doem, mas não esqueçam que doar coisas velhas, quebradas e rasgadas não é caridade é maldade!!!

Então gurias o que acharam da ideia? Legal, né? Pratiquem o desapego.

Faça um convite virtual indicando um dia em que seus produtos estarão todos à venda, ou um pequeno lembrete. Organize tudo em uma área comum, coloque todos os preços e chame amigos.  E boas vendas!

Então gurias gostaram da ideia do BAZAR, pois bem, acreditem que desapegar faz muito bem.

Beijinhos.

selo1

Anúncios